da chegada das caravelas

17
Nov 15

Uma exposição de fotografias de um militar português que esteve em Timor-Leste na década de 60 do século passado abre em Díli no sábado no âmbito das comemorações dos 500 anos da chegada de navegadores portugueses.

 

 

A exposição "Um olhar sobre Timor - Anos 60", que estará patente até final do ano na delegação da Fundação Oriente em Díli, é uma de várias mostrar culturais associadas aos festejos, que têm como ponto alto as comemorações oficiais a 27 e 28 de novembro.

 

O autor das dezenas de fotografias que estão expostas pela primeira vez em Timor-Leste é o comandante António Sérgio Cardoso, um militar português que esteve destacado no país nos 60.

 

Registam aspetos do dia-a-dia da vida das populações locais, das festas e romarias e da cultura timorense.

 

O Governo timorense desenhou um extenso programa, com dezenas de atividades, que assinala em vários pontos de Timor-Leste os 500 anos da chegada dos portugueses ao país, a afirmação da identidade timorense e o 40.º aniversário da declaração unilateral da independência.

 

Cada município acolhe atividades desportivas e cerimónias religiosas e protocolares a 27 e 28 de novembro, com Díli a ter um extenso programa, que inclui uma feira de artesanato e gastronomia (20 a 29 de novembro).

 

Uma exposição alusiva às culturas portuguesa e timorense, espetáculos multimédia, uma feira do livro, concertos musicais, teatro e palestras sobre a história da colonização e sobre a resistência à ocupação indonésia estão igualmente previstos.

 

O programa de Díli prevê ainda debates estudantis, competições de ciclismo e motocross, caminhadas e um "ritual de agradecimento aos antepassados" pela conquista da independência.

 

Em Oecusse, as atividades incluem vários programas religiosos e incluem um festival de cinema de língua portuguesa e teatro de marionetas (entre 25 e 27 de novembro), uma feira de artesanato e vários debates e seminários.

 

Várias competições desportivas, jogos fronteiriços e concursos de trabalhos escolares são outras das atividades previstas.

 

As cerimónias oficiais começam a 27 de novembro com a inauguração do novo monumento que em Lifau assinala a chegada dos portugueses à ilha de Timor e um banquete nacional oferecido pelo Presidente da República.

 

O dia 28 arranca com a cerimónia do içar da bandeira nacional antes de um minuto de silêncio, dos discursos e da leitura do texto da proclamação da independência de 28 de novembro de 1975, feita em frente ao Palácio do Governo, em Díli.

 

com Lusa

publika husi sapotl às 12:12

Expozisaun fotografia sira hosi militár portugés ida nian nebe uluk serbisu iha Timor-Leste iha dékada 60 hosi sékulu liubá sei loke iha Díli iha loron-sábadu iha ámbitu hosi komemorasaun sira tinan 500 bainhira navegadór portugés sira to'o iha Timór.

 

 

Expozisaun "Um olhar sobre Timor - Anos 60", nebe sei halo to'o tinan ne'e nia rohan iha delegasaun hosi Fundasaun Oriente nian iha Díli, hanesan expozisaun kulturál ida nebe iha ligasaun ho selebrasaun sira, nebe nia pontu aas liu maka ho komemorasaun ofisiál iha loron 27 no 28 Novembru.

 

Autór hosi fotografia sanulu resin ne'ebé sei hatudu ba dala uluk iha Timor-Leste maka komandante António Sérgio Cardoso, militár portugés ida nebe uluk destakadu iha nasaun ne'e iha tinan 1960.

 

Hatudu aspetu loron-loron hosi populasaun lokál sira nian moris, hosi festa no selebrasaun sira no hosi kultura timoroan nian.

 

Governu timoroan halo ona programa naruk ida, ho atividade oioin, iha fatin oioin iha Timor-Leste sei selebra tinan 500 bainhira portugés sira tama iha Timór, afirmasaun ba identidade timoroan nian no tinan 40 ba deklarasaun unilaterál independénsia nian.

 

Munisípiu ida-idak sei simu atividade desportivu no serimónia relijiozu sira no protokolár sira iha loron 27 no 28 Novembru, Díli sei iha programa naruk ida ne'ebé inklui feira ida ba artezanatu no gastronomia nian (hosi loron 20 to'o 29 Novembru).

 

Sei halo mós expozisaun relasionadu ba kultura portugeza no timoroan nian, espetákulu sira multimédia, feira ida livru nian, konsertu muzikál sira, teatru no palestra sira kona-bá istória kolonizasaun nian no kona-bá rezisténsia hasoru okupasaun indonézia nian.

 

Iha Díli sei halo mós debate estudante sira nian, kompetisaun sira siklizmu no motokross nian, la'o no "rituál ida agradesimentu ba bei'ala sira" tanba hetan ona independénsia.

 

Iha Oecusse, atividade sira inklui programa relijiozu sira no inklui festivál ida sinema ho lian portugés nian no teatru marioneta sira nian (entre loron 25 no 27 Novembru), feira artezanatu ida no debate ho semináriu oioin.

 

Kompetisaun desportivu oioin, jogu fronteira sira no konkursu hosi serbisu eskola sira nian no atividade sira seluk nebe previstu ona.

 

Serimónia ofisiál sira hahú ona iha loron 27 Novembru ho inaugurasaun ba monumentu foun iha Lifau hodi hanoin ema portugés sira ne'ebé to'o iha illa Timór no bankete nasionál ida nebe oferese hosi Prezidente Repúblika.

 

Iha loron 28 sei hahú ho serimónia hasa'e bandeira nasionál antes halo minutu silénsiu, diskursu sira no leitura ba testu proklamasaun independénsia loron 28 Novembru 1975 nian, nebe sei halo iha Palásiu Governu nia oin iha Díli.

 

@Lusa

publika husi sapotl às 12:09

16
Nov 15

Espozisaun fotografia "Um olhar sobre Timor- Anos 60" sei loke hahú loron 21 Novembru, loron-sábadu tuku 14:30 iha delegasaun hosi Fundasaun Oriente iha Díli to'o tinan 2015 nia rohan.



Autór hosi foto sira, Komandante António Sérgio Cardoso, militár portugés nebe uluk halo serbisu iha Timór iha tinan 1960, kapta ona aspetu loron-loron nian, hosi festa sira iha kultura timoroan nian.

Espozisaun ne'e sei hatudu ba dala uluk no iha Díli hodi hanoin mós tinan 500 bainhira portugés sira tama iha Timór.

publika husi sapotl às 15:25

A exposição de fotografia "Um olhar sobre Timor - Anos 60" estará aberta desde 21 de Novembro, sábado às 14h30m na delegação da Fundação Oriente em Dìli e até final do ano de 2015.

 


O autor das fotos, Comandante António Sérgio Cardoso, militar português que fez serviço em Timor nos anos 60, captou aspectos do dia-a-dia, das festas e romarias, da cultura timorense.

A exposição que servirá para assinalar os 500 anos da chegada dos portugueses a Timor, é exibida pela primeira vez e em Díli.

publika husi sapotl às 15:20

Janeiru 2016
Dom
Seg
Ter
Kua
Kin
Ses
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


arkivu
tags

tags hotu-hotu

konaba ba ha'u
Peskiza
 
blogs SAPO