da chegada das caravelas

05
Nov 15

Primeiru-ministru timoroan konsidera iha loron-kinta ne'e katak hanesan "la elegante" Portugal la haruka reprezentante ruma ba selebrasaun hosi tinan 500 bainhira navegadór portugés sira to'o iha Timor-Leste, nebe akontese iha fulan ne'e.

 


"Ami husu hela komprensaun hosi Estadu portugés tanba ne'e hanesan selebrasaun dia hosi enkontru entre sivilziasaun rua. Hanesan la elegante bainhira laiha reprezentante hosi Estadu portugés iha ne'e", hatete hosi Rui Maria de Araújo ba ajénsia Lusa.

Rui Maria de Araújo ko'ali ba Lusa hafoin prezidi tiha reuniaun hosi Komisaun Kordenasaun no Akompañamentu hosi Rejiaun Administrativu Espesiál Oecusse Ambeno, nebe hala'o iha zona Portu Mahata, iha Ponte Makasar, Oecusse.

Enkontru ne'e hala'o iha fulan ida antes Oecusse simu selebrasaun ba tinan 40 hosi proklamasaun unilaterál ba independénsia Timor-Leste nian no ba tinan 500 bainhira navegadór portugés sira to'o iha tasi-ibun Lifau, iha enklave ne'e.

Fonte diplomátiku portugés hatete ba Lusa katak, to'o agora daudaun, laiha konfirmasaun hosi sé maka sei reprezenta Portugal iha komemorasaun sira.

Visi-ministru hosi Ministériu Negósiu Estranjeiru Timor-Leste nian, Roberto Soares, hatete iha semana ne'e ba jornalista sira katak Prezidente Repúblika Portugal nian, Cavaco Silva, hatete ona katak labele partisipa, ho instabilidade polítika iha Governu sei halo susar atu haruka ema ruma hosi ezekutivu.

"Tuir nota formal ida nebe simu ona, Prezidente Repúblika portugés aprezenta ona nia deskulpa tanba labele partisipa iha eventu ne'e, tanba nia iha kompromisu sira seluk relasionadu ho interese hosi ema portugés sira nian rasik", hatete hosi Roberto Soares.

Selebrasaun sira inklui inaugurasaun hosi monumentu foun ida iha Lifau, hamutuk ho padraun nebe selebra portugés sira bainhira tama iha Timor-Leste, iha loron 18 Agostu 1515 no, iha azuleju sira iha rai hakerek fraze "aqui também é Portugal".

Prezidente saun-tomense, primeiru-ministru hosi Cabo Verde no prínsipe hosi Mónako konfirma ona katak sira sei marka prezensa iha selebrasaun sira, nebe previstu ba loron 27 no 28 Novembru no sei hala'o iha Lifau no iha Ponte Makasar, kapitál enklave nian.

Rejiaun rejista movimentu ida nebe nunka akontese antes ho obra sira nebe sei iha folin dolár millaun sanulu resin, inklui sentrál elétriku foun ida, estrada sira, ponte sira, hotel foun ida no klínika médiku no infraestrutura sira seluk.

A região regista um movimento sem precedentes com obras avaliadas em dezenas de milhões de dólares a decorrer, incluindo uma nova central elétrica, estradas, pontes, um novo hotel e clínica médica e outras infraestruturas.

Alojamentu alternativu, inklui hotel pré-fabrikadu ida, prepara daudaun hodi simu konvidadu sira importante liu, ho sira seluk sei fahe hosi hotel sira, pensaun sira, uma sira Estadu nian no uma partikulár sira iha Ponte Makasar.

ho Lusa

publika husi sapotl às 14:05

O primeiro-ministro timorense considerou hoje que seria "deselegante" Portugal não enviar qualquer representante para as celebrações do 500.º aniversário da chegada dos navegadores portugueses a Timor-Leste, que decorrem este mês.

 


"Estamos a tentar pedir a compreensão do Estado português para o facto de isto ser uma celebração de encontro de duas civilizações. Seria deselegante não estar aqui um representante do Estado português", disse Rui Maria de Araújo à agência Lusa.

Rui Maria de Araújo falava à Lusa depois de presidir à reunião da Comissão de Coordenação e Acompanhamento da Região Administrativa Especial de Oecusse Ambeno, que decorre na zona de Porto Mahata, em Ponte Macassar, Oecusse.

O encontro ocorre menos de um mês antes de Oecusse acolher as celebrações do 40.º aniversário da proclamação unilateral da independência de Timor-Leste e dos 500 anos da chegada de navegadores portugueses à praia de Lifau, neste enclave.

Fonte diplomática portuguesa disse à Lusa que, até ao momento, não há ainda confirmação de quem representará Portugal nas comemorações.

O vice-ministro do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Timor-Leste, Roberto Soares, disse esta semana aos jornalistas que o Presidente da República de Portugal, Cavaco Silva, informou não poder participar, com a instabilidade política em torno ao Governo a dificultar o envio de alguém do executivo.

"De acordo com uma nota formal que foi recebida, o Presidente da República português já apresentou as suas enormes desculpas por não poder participar neste evento, porque ele tem outros compromissos relacionados com os interesses próprios dos portugueses", disse Roberto Soares.

As celebrações incluem a inauguração de um novo monumento em Lifau, ao lado do padrão que assinala a chegada dos portugueses a Timor-Leste a 18 de agosto de 1515 e que, outrora tinha escrita, em azulejos no chão, a frase "aqui também é Portugal".

O Presidente são-tomense, o primeiro-ministro cabo-verdiano e o príncipe do Mónaco confirmaram já que vão estar presentes nas celebrações, previstas para 27 e 28 de novembro e que decorrem em Lifau e em Ponte Macassar, a capital do enclave.

A região regista um movimento sem precedentes com obras avaliadas em dezenas de milhões de dólares a decorrer, incluindo uma nova central elétrica, estradas, pontes, um novo hotel e clínica médica e outras infraestruturas.

"Temos que ser realistas. Vamos ter de receber os nossos visitantes e dignatários na base das condições que nós temos mas sempre com a dignidade que esses visitantes merecem", explicou.

Alojamento alternativo, incluindo um hotel pré-fabricado, está a ser preparado para acolher os convidados mais importantes, com os restantes a serem divididos pelos hotéis, pensões, casas do Estado e casas particulares em Ponte Macassar.

com Lusa

publika husi sapotl às 13:42

Novembru 2015
Dom
Seg
Ter
Kua
Kin
Ses
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
20
21

22



arkivu
tags

tags hotu-hotu

konaba ba ha'u
Peskiza
 
blogs SAPO