da chegada das caravelas

16
Set 15

 

Francisco Branco considera que há 500 anos, em Lifau (Oe-cusse) se fundiram duas civilizações “a portuguesa cristã e a animista lulik” de Timor.

 

“Essa fusão gerou uma identidade única nesta zona geográfica do mundo. A fusão dessas duas culturas constituiu uma força de resistência à invasão militar indonésia durante 24 anos. Uma força de identidade”, afirmou.

 

“Há 500 anos que nos encontrámos. Se, por acaso, os missionários portugueses não pisassem os solos de Timor, o que seria hoje de Timor-Leste? Seria uma continuação da indonésia”, disse. Por essa fusão, disse, Timor-Leste pode hoje “estar orgulhoso” de ser um país soberano “porque é diferente de todos os povos desta região”.

 

- declarações feitas no Parlamento Nacional - 05/05/2015

publika husi sapotl às 12:09

Setembru 2015
Dom
Seg
Ter
Kua
Kin
Ses
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
30


arkivu
tags

tags hotu-hotu

konaba ba ha'u
Peskiza
 
blogs SAPO